Writing

O Canto do Imperador (com um toque new age)

Apresentação work in progress

11 e 12 de Setembro • 19:30 > 20:30

Jardim do Museu Roque Gameiro, Minde / Festival Materiais Diversos 2010

Imagine-se uma tribuna. Veja-se um Homem a subir em direcção a um palanque. Note-se que há imensas pessoas e estão expectantes, apesar do ruído. Foque-se o olhar nos seus passos e no seu porte, pois o Homem com H grande está quase a falar. Escute-se o silêncio que, de súbito, se arrasta da primeira até à última fila. Oiça-se:

«Amo cada homem que represento e nunca mais me deixei guiar por critérios de liderança devedores de uma força autoritária que me incumbe por decreto. Apesar do risco de incompreensão e de sublevação, o meu heroísmo consistirá em manter-me nesse estado de encantamento toda a minha vida (…) Partilharei os meus mundos sentimentais. Falar-vos-ei da possibilidade de um amor de longa-duração, de um compromisso encarniçado, de uma lealdade inumana, de monumentalidade. (…)»

 

Direcção artística: Martim Pedroso
Texto original: Nelson Guerreiro
Interpretação: Cláudia Efe, Martim Pedroso e Ricardo Oliveira
Música: Micro Audio Waves
Colaborações artísticas: João Pedro Vale, Nuno Alexandre Ferreira, Rui Aguiar, Maria Antónia Oliveira e António Néu
Direcção técnica: Mafalda Oliveira
Produção executiva: Carla Moreira
Produção: Materiais Diversos
Co-produção: Festival Materiais Diversos; O Espaço do Tempo
Apoio: Fundação Calouste Gulbenkian; GDA – Direitos dos Artistas; ZDB

Graphic design by António Néu

Photography by Rui Aguiar

Comentários / Comments (0)

Comentar / comment