Teaching

Curso de verão – Biografia: Teoria e Prática

Curso de Maria Antónia Oliveira

Universidade Nova de Lisboa – Faculdade de Ciências Sociais e Humanas

Av. de Berna, 26 C – 1069-061 Lisboa

Data: 4 a 15 de Julho, das 18h00 às 20h00

Estão abertas as inscrições

Programa:

O curso explorará a noção de biografia a partir de uma perspectiva histórica focada no século XX, com algumas incursões à obra de biógrafos anteriores (Johnson, Boswell, biógrafos românticos). A par das biografias tradicionais, será dada particular atenção à experimentação em biografia, desde Virginia Woolf e A.J.A. Symons aos mais recentes Julian Barnes, Richard Holmes e Janet Malcolm. Serão ainda analisados alguns casos portugueses.

Emergindo da panorâmica histórica, os debates em curso no domínio dos estudos sobre a biografia serão objecto de estudo aprofundado: factualidade e ficção, a relação estabelecida entre biógrafo e biografado, as possibilidades de representação do outro, a ética da biografia, as noções de celebridade e de mito cultural, o recurso ao testemunho oral e à memória de depoentes, a selecção e interpretação dos factos. Será dada ênfase à biografia literária e à sua especificidade, tanto no que toca ao estabelecimento de elos entre a obra e a vida do biografado, como na relação entre biografia e estudos literários.

O curso terá uma componente prática, que se traduzirá na análise e discussão de textos biográficos escolhidos e na reflexão sobre temas propostos, aliada a um pendor formativo, patente na incidência sobre as técnicas de pesquisa e questões levantadas pelo tratamento do material, apoiadas na experiência da formadora enquanto biógrafa do escritor Alexandre O’Neill. Neste sentido, os alunos serão incentivados a encontrar e a iniciar trabalho no âmbito da biografia.

Programa específico:

On the one hand there is truth; on the other there is personality. And if we think of truth as something of granite-like solidity and of personality as something of a rainbow-like intangibility and reflect that the aim of biography is to weld to these two into seamless whole,we shall admit that the problem is a stiff one and that we need not wonder if biographers have for the most part failed to solve it.

Virginia Woolf, “The New Biography”, 1927

1. Biografia como representação. Precariedade e incompletude. A escolha do biografado. O exemplo de James Boswell. Celebridade e mitos culturais. A hagiografia e a era de Strachey.

2. A relação biógrafo / biografado. Paixão e empatia. Identificação, sobreposição e impessoalidade. Richard Holmes: o fantasma do biografado.

3. A pesquisa. Fontes primárias e secundárias. Fontes documentais. O acesso às fontes: a mala perdida de Mário de Sá-Carneiro. O testemunho oral. A memória. Fiabilidade e autenticidade; truncagem, falsificação, manipulação. A experiência do biógrafo: o depoimento oral em Alexandre O’Neill. Uma Biografia Literária.

4. O tratamento do material: selecção, interpretação e manipulação. Os ensaios biográficos de Virginia Woolf.

5. A forma. O retrato: Plutarco e os antigos. A narrativa: ilusão de vida.

6. Metáforas do biógrafo: detective, jornalista, psicólogo, historiador, sociólogo, voyeur ou necrófilo. A natureza híbrida e transgressora da biografia.

7. A narrativa como género factual. O pacto de verdade (François Dosse).

8. A biografia como transgénero: factos e ficção, biografia e romance. O desejo de ruptura: Orlando. A Biography (Virginia Woolf), uma alegoria. Exemplos de experimentação em biografia.

9. A especificidade da biografia literária. A relação entre a obra e a vida. Autobiografia e autoficção: o caso Camilo.

Bibliografia:

Barnes, Julian , 1988, O Papagaio de Flaubert, Lisboa, Quetzal.

Holmes, Richard, 1985, Footsteps. Adventures of a Romantic Biographer, London, Flamingo.

Malcolm, Janet, 1995, A Mulher Calada, São Paulo, Companhia das Letras.

Salwak, Dale, ed., 1996, The Literary Biography. Problems and Solutions, London, Macmillan Press.

Creditação (para professores do Ensino Básico e Secundário dos grupos):
Formação Geral: Professores do 3º ciclo do Ensino Básico e do Ensino Secundário
Formação Adequada: 200, 210, 220, 300 e 400

Maria Antónia Oliveira foi docente de Literatura Portuguesa e Francesa (séculos XIX e XX), durante 11 anos, no Instituto Piaget. Autora de ensaios sobre literatura, dedicou-se posteriormente à biografia, género ao qual dedicou várias conferências e artigos. É autora do livro Alexandre O’Neill. Uma Biografia Literária (2007). É co-responsável pela edição da obra de Alexandre O’Neill (Assírio & Alvim). Elaborou tese de doutoramento, intitulada Os Biógrafos de Camilo, na FCSH-UNL, em 2010. Co-responsável pelo seminário “Artes da Existência: Biografia, Autobiografia e Autoficção” (Teatro Maria Matos, ciclo Biografia, Jan-Março de 2011).

Inscrições: http://verao.fcsh.unl.pt/inscricoes


Comentários / Comments (0)

Comentar / comment